WhatsApp: (31) 9 8384-7003 | Telefone: 0800-001-4321

WhatsApp: (31) 9 8384-7003

Telefone: 0800-001-4321

    Redes Sociais

Principais causas da impotência sexual

A impotência sexual não traz riscos à vida, mas pode trazer consequências indesejáveis à vida pessoal do paciente, influindo em relacionamentos e autoestima, podendo, inclusive, levar o paciente à depressão.

Esse problema se refere a dificuldade ou incapacidade para ter ou manter uma ereção do pênis, em pelo menos entre 50 e 75% das tentativas. E é um problema recorrente que atinge homens de todas as idades.

Apesar da idade ser popularmente conhecida como o principal fator de risco associado à disfunção erétil, o envelhecimento representa uma síntese de de doenças que podem afetar a saúde sexual. Ou seja, mesmo que uma pessoa seja mais velha e completamente saudável sem medicamentos, ela ainda pode ser plenamente capaz de conseguir ereções satisfatórias na maioria dos casos. Por exemplo, um homem saudável de 65 anos pode ter mais “potência” que um homem de 40 anos com histórico de diabetes e doenças cardiovasculares.

De qualquer forma, é preciso avaliar com cuidadosa atenção às causas da impotência sexual. Isto porque elas podem apontar para problemas mais sérios, uma vez que a ereção é alcançada por meio da interação de diversos mecanismos no organismo do homem: do cérebro à corrente sanguínea, sendo influenciada inclusive por músculos e hormônios.

Assim, pode-se classificar as causas da impotência, ou disfunção erétil, em dois grupos:

  • Causas psicológicas (aprox. 10% de todos os casos), e
  • Causas puramente orgânicas (aprox. 90% de todos os casos).

Sendo então:

Psicológicas/Emocionais:

A maioria dos casos de impotência sexual estão relacionados a causas emocionais, o que não significa necessariamente, que será mais fácil solucionar o problema, pois é preciso antes de mais nada encontrar a causa exata.

A impotência pode começar de uma hora para outra, geralmente após um grande trauma psicológico. Ou, ela pode se instalar gradualmente, como resultado de doenças psicológicas.

E dentre os principais fatores, se destacam:

 

Ansiedade: assim como estresse, cansaço, sensação de culpa e outros fatores, pode atrapalhar os homens na hora da relação sexual.

Cobrança: Ter uma vida sexual ativa e repleta de conquistas amorosas é algo muito almejado, sobretudo por homens mais jovens. Essa cobrança, que pode vir tanto dos outros quanto da própria pessoa, muitas vezes gera disfunções e pode, no limite, causar a impotência.

Orientação sexual: Pouca abordagem de questões sexuais na educação infanto-juvenil pode formar adultos que desconhecem a própria sexualidade e o corpo. Esse também é um dos fatores mais conhecidos da disfunção erétil.

Vale lembrar, que não conseguir ter ereção satisfatória eventualmente é considerado completamente normal e acontece com todos os homens, mesmo os mais jovens.

Orgânicas:
As causas da impotência sexual de origem orgânica também podem ser variadas, entre elas a vascular de origem arterial, a hormonal e as alterações anatômicas do pênis. A mais comum é a hormonal, que em geral está relacionada ao envelhecimento ou a outros problemas relacionados a baixas na testosterona.
A doença vascular de periférica também está entre as principais causas mais comuns da disfunção erétil. Isso acontece porque ela está correlacionada com muitas doenças sistêmicas que afetam os vasos sanguíneos da região genital, direta ou indiretamente. Doenças crônicas, tais como diabetes mellitus, colesterol alto e outras, levam a destruição das paredes contráteis das veias, ou provocam endurecimento, estreitamento ou bloqueio das artérias que chegam ao pênis.
Dessa forma, existem ainda outras causas para a disfunção erétil, entre elas, traumas na região pélvica, quimioterapia, radioterapia na região pélvica, cirurgias para câncer de próstata, cirurgias na região pélvica e andar de bicicleta por demasiado tempo (ciclistas profissionais).
Qualquer doença crônica pode aumentar os riscos da impotência sexual, e, para piorar o quadro principalmente pelo fato de que muitos dos medicamentos usados no tratamento destas doenças também colaboram para a disfunção erétil.

E por fim, outras causas que também interferem na saúde e desempenho sexual são hábitos ruins:

Alguns hábitos como o uso excessivo de álcool, de drogas e o tabagismo podem ser causas da impotência sexual. Entretanto, diferente das duas primeiras, nesse caso o problema de impotência pode ser pontual, não se estendendo a todas as relações sexuais, nem a um período longo na vida do indivíduo.

De qualquer forma, é importante buscar ajuda profissional para entender o seu problema e conhecer os tratamentos disponíveis.